NOTÍCIAS DE JANEIRO DE 2020

A Filarmónica do Crato voltou ao ativo no dia 10 de janeiro, após uma pausa que começou a 9 de dezembro de 2019. A Escola de Música, apesar da pouca afluência de novos alunos (12), manteve-se em funcionamento.

A família da Banda reuniu no dia 11 de janeiro, sábado, para mais um jantar convívio de natal/reis, o XXIVº, que se realiza desde 1996, desta feita no restaurante da Piscina Municipal do Crato, que prestou um ótimo serviço. Assim sendo, juntaram-se cerca de 115 pessoas entre músicos, diretores, familiares, convidados e amigos da Banda No final, ainda houve espaço para alguns dos tradicionais animadores tocarem algumas melodias a complementar a alegria e o saudável convívio intergeracional. Como vem sendo hábito, a Banda ofereceu o jantar a todos os músicos, diretores e maestro.

Entretanto, com o arranque dos ensaios de 2020, a Direção voltou a presentear os músicos pela assiduidade e empenho, o que também vai sendo hábito, como medida de incentivo à participação ativa em ensaios e serviços não remunerados sendo que aqueles em que a Banda é ressarcida são quase uma raridade. Neste sentido, destinou uma verba de perto de 1900€, distribuída pela maioria dos elementos que formam os seus quadros. Os primeiros dez elementos com mais ensaios e serviços não remunerados receberam ainda um extra assim como os 10 músicos classificados entre o 11º e o 20º lugar. A contagem foi feita desde o princípio de 2019 até final do ano. Efetuaram-se 84 ensaios e 33 serviços não remunerados (o mesmo número de ensaios de 2018 e mais dois serviços). Quem não participou em mais de 50% dos serviços e ensaios, não foi contemplado com nenhum premio. Destacam-se pela persistência e assiduidade os músicos Francisco Batista (pai) José António Belo, Miguel Baptista, João Felizardo, Domingos Reis, António João Fernandes, entre outros.

Por fim, refira-se que na tarde de 18 de janeiro, Filipe Lopes da Conceição e seus pares apresentaram contas e fizeram aprovar mais um plano anual de atividades perante a pouco concorrida assembleia-geral, indo cumprir, assim, o último ano do 8º mandato à frente dos destinos da Filarmónica do Crato, que dirige desde janeiro de 2005. Posto isto, aproxima-se da longevidade do seu saudoso pai, José Joaquim Lopes (Zé Foguete), que presidiu à Direção entre 1976 e 1995, ano da sua morte.

O Plano de Atividades para 2020 não foge muito aos planos anteriores. Ainda assim, iremos realizar o tradicional acampamento do 1º de maio, colocar portas e janelas novas na sede e há alguns assuntos por definir, como sejam um intercâmbio com uma banda francesa, uma possível ida a Toronto e, talvez a mais fácil de realizar, uma ida à Casa do Alentejo de Lisboa. Mas convém mencionar que a Filarmónica do Crato irá ser um dos principais parceiros da Federação das Bandas Filarmónicas do Distrito de Portalegre e do município do Crato na realização de mais um Festival Internacional de Bandas Filarmónicas do Distrito de Portalegre, a realizar a 4 de julho, sendo que será homenageado um vulto da música filarmónica cratense.

Quanto às atividades realizadas em 2019 destacou-se a qualidade do concerto que a Filarmónica levou a cabo na igreja matriz do Crato, considerado de elevadíssima qualidade por todos os que puderam e quiseram assistir, no qual apresentou um repertório integralmente de música clássica, na celebração da Nossa Senhora da Conceição, num ambiente solene e com uma acústica impar, que coincidiu com a comemoração dos 175 anos da nossa Filarmónica. No mesmo foi oferecido um novo sousafone pelo município. Outro momento digno de realce foi a participação no XIIº Festival de Lisboa Com’Paço, em 22 de Junho, integrado nas festas da cidade de Lisboa e onde alguns jovens puderam elevar a sua formação musical. O encontro de bandas do Crato, realizado no dia 25 de Maio, foi outro dos momentos altos do ano, recebendo as congéneres da Covilhã – Sociedade Recreativa Musical Covilhanense e de Sarilhos Grandes – Banda Filarmónica da Academia Musical União e Trabalho (AMUT). Houve também a participação no Dia Nacional das Bandas Filarmónicas, em Cabeço de Vide, a 1 de setembro e no Festival de Bandas do Distrito de Portalegre “António Maria Charrinho”, em Nisa, no dia 14 de setembro. No que respeita a saídas a Banda esteve em encontros de bandas em Tavira – Banda Musical de Tavira, no XXXIVº Festival de Bandas Civis Cidade de Tavira, em Erada (Covilhã) – Filarmónica Recreativa Eradense nos festejos “Rumo ao Centenário” e em Mourão – Banda Municipal Mouranense. Para além destas atividades, verificou-se mais uma participação no Festival do Crato, com um ótimo concerto, o concerto de S. Gregório e vários concertos da Rota dos Coretos, com o Inatel, dentro do nosso concelho. Por fim, há a realçar os serviços religiosos do Crato, aos quais a Filarmónica adere há muitos anos sem cobrar qualquer montante.

Por fim, mas muito importante, foi a condecoração da Filarmónica do Crato com a Medalha de Mérito da Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa atribuída por Sua Alteza Dom Duarte, Duque de Bragança e Grão-Mestre da Ordem pelos bons ofícios prestados pela Filarmónica do Crato, que há 40 anos colabora com a Paróquia de Nossa Senhora da Conceição de forma gratuita em todas as atividades

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress