MÚSICOS DA FILARMÓNICA DO CRATO NO CONCERTO DE ENCERRAMENTO DA ESCOLA DE ARTES DO NORTE ALENTEJANO

A EANA – Escola de Artes do Norte Alentejano, vulgo Conservatório de Portalegre, terminou em beleza mais um ano letivo com um concerto memorável no Auditório do Centro de Congressos da Câmara Municipal de Portalegre na noite de 15 de junho de 2019. No concerto, com casa cheia, o entusiástico público vibrou com a classe de violas, que tem vindo a evidenciar uma excelente evolução, a que se seguiu a classe de acordeão, este ano num nível superlativo, com vários prémios nacionais. O concerto terminaria com uma soberba atuação da Orquestra criada com os músicos de sopros, cordas (violinos, violeta e violas) e com o coro infantil, repleto de crianças e jovens, muito bem dirigido pelo cratense Rui Ramos. A orquestra foi dirigida pelo seu habitual titular, o professor João César, que tem vindo, conjuntamente com todos os docentes da escola, a elevar as performances dos alunos com a interpretação de reportórios cada vez mais ousados e apelativos para os alunos. Desta feita, os três temas dos conceituados “Scorpions” deixaram todos os alunos encantados, assim como o público.

Esta Orquestra foi reforçada com alguns músicos das filarmónicas, que este ano integraram o projeto conjunto da EANA com a Federação das Bandas Filarmónicas do Distrito de Portalegre, o qual levou alguns docentes da escola até às bandas com o objetivo de aperfeiçoar os diferentes alunos de clarinete, oboé, trompete, trompa, trombone, bombardino e tuba. Marcaram presença de 3 jovens da Banda de Alegrete, uma de Nisa e 6 do Crato, dois tubas, um bombardino, um clarinete, um trompete e uma trompa. Da Filarmónica do Crato, marcou ainda presença, como sempre, o jovem e auspicioso trombonista, Afonso Ramos Fernandes, que frequenta o Conservatório há alguns anos.

Foi o culminar de ano em beleza para os jovens que integraram um projeto interessante e pioneiro que, este ano, teve menor adesão, mas, ainda assim, proporcionou crescimento e aperfeiçoamento musical aos seus participantes, o qual se reflete na qualidade crescente que as bandas distritais vêm apresentando.

Está de parabéns a EANA e os seus docentes e direção e a Federação de Bandas pela aposta. Contudo, o mérito maior vai para as direções e maestros das bandas, bem como para os alunos, por terem acreditado no sucesso do projeto e por tudo terem feito para que os seus executantes participassem neste concerto.

A Filarmónica do Crato contou, como sempre, com o apoio do município que nunca regateia esforços com a cedência de transportes evidenciando uma clarividência invejável no panorama distrital. Felizmente, temos uma presidência que vislumbra investimento onde a maioria vê despesa.

 

 

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress