ENCONTRO DE BANDAS EM SOUSEL – 8 DE JUNHO DE 2019

O Encontro de Bandas que ocorreu em Sousel no dia 8 de junho de 2019, sábado, foi o culminar de um dos últimos desejos de Martinho Dimas, falecido há quase dois anos. O seu desejo não ficou esquecido pelos seus amigos, em especial o Sr. Libério e outros, e passado um ano foi possível reunir as bandas de Nisa (SMN), Crato (FC) e Alegrete (SRMA), às quais se juntou a banda local, a jovem Banda dos Bombeiros Voluntários de Sousel, com o patrocínio do município de Sousel e o apoio da Junta de Freguesia de Sousel e da Federação das Bandas Filarmónicas do Distrito de Portalegre.

Martinho Dimas distinguiu-se na sociedade norte Alentejana em especial pela sua atividade de animador cultural no Inatel. Nos anos 80 mostrou muita dinâmica e colocou todas as bandas do distrito em atividade através de concertos em todas as localidades do distrito. No caso da Filarmónica do Crato, ao tempo sob a regência de Edmundo Manaças, evidenciava uma qualidade muito acima da média, composta por muitos músicos séniores com elevada experiência e qualidade, acompanhados de muitos jovens com valor, muitos deles, futuros músicos militares em praticamente todas as bandas. A Filarmónica do Crato não dava mãos a medir aos seus pedidos. Só Festivais de Gastronomia de Santarém foram vários os que contaram com a banda. O Dimas não quis que este Encontro de Bandas tivesse o seu nome nem que se divulgasse que era em sua homenagem, o que se respeita, mas não devia ter sido assim. Tratou-se de um homem muito dedicado à cultura, às artes, à etnografia, ao colecionismo, foi acérrimo defensor dos Ranchos Folclóricos do Alto Alentejo, onde ainda era Presidente da Direção aquando da sua morte a 15 de agosto de 2018. Por outro lado, foi o principal incentivador para que se criasse a Federação de Bandas no distrito tendo sido seu fundador em janeiro de 1999, precisamente em Sousel. E foi seu Presidente da Assembleia-geral até há 5 anos atrás, cargo que seria “eterno” se assim o quisesse, mas do qual saiu a seu pedido devido às debilidades físicas que vinha evidenciando com a doença que o viria a vitimar.

As quatro bandas reuniram-se cerca das 16.30h junto à Câmara Municipal de Sousel tendo sido recebidas por todas as entidades locais. Seguiu-se a interpretação conjunta da marcha “Martinho Dimas”, composta há uns anos pelo maestro António Maria Charrinho, grande amigo do Dimas e que foi estreada no Festival de Bandas do Norte Alentejano que teve lugar em Avis e onde se homenageou Martinho Dimas. A mesma viria a ser dirigida pelo seu autor com as quatro bandas misturadas por naipes. E tratou-se do maior momento de homenagem ao Dimas, apesar das palavras de um dos organizadores no início dos concertos, ali ao lado, no Jardim.

A primeira banda a atuar seria a de Alegrete, com muitos jovens e bom reportório, do agrado de todos. Seguiu-se a Filarmónica do Crato, também com muitos jovens e com 32 elementos, a qual se ressentiu no início pelas condições exíguas do palco, que nem deu para arrumar todos os instrumentos de percussão e com os diferentes naipes a ficarem desarrumados relativamente ao que é costume, no entanto, viria a conseguir fazer um concerto em crescendo, interpretando dois temas de elevada dificuldade. A terceira banda, a SMNisense, muito aplaudida, também ela repleta de jovens e com vários séniores, executou um reportório a gosto do público, onde não faltaram temas taurinos e latino-americanos, que deixaram o público rendido à categoria dos arranjos do maestro Charrinho e da própria banda, de onde despontou o seu Presidente, João Palheta Maia, exímio trompetista. Por fim, apresentou-se a banda local, com muitos jovens, ela que existe apenas há seis anos, tendo evidenciado alguma maturidade. O tempo àquela hora (cerca das 20 horas) já não estava muito favorável devido ao vento, mas a Banda dos Bombeiros Voluntários de Sousel e o seu maestro estiveram à altura das restantes congéneres. Ainda houve tempo para a entrega de ofertas às bandas participantes bem como aos maestros e seguiu-se a terceira parte do Encontro, quiçá, uma das melhores: tratou-se de atuações espontâneas de vários músicos de todas as bandas, que se juntaram para exaltar a amizade, o convívio, a alegria e a música, pelo jardim fora, rua abaixo até ao Centro Escolar, onde viria a ser o jantar convívio oferecido pela Câmara Municipal de Sousel. E a festa continuou até ao final do jantar com enormíssimo convívio e amizade quase sempre ao som dos tais músicos mais carismáticos e experientes, com muita juventude à mistura e onde não faltaram muitos dançarinos de elevada categoria.

Enfim, foi uma grande jornada de música filarmónica que deixou o público satisfeito e todos os músicos das quatro bandas engrandecidos e encantados. Parabéns aos organizadores, à esposa do Dimas, um obrigado à Câmara e Junta de Sousel e a todos os amigos do Martinho.

A Filarmónica do Crato agradece ao seu município a cedência do autocarro municipal para mais esta deslocação da sua embaixadora. E o próximo passo é a deslocação a Lisboa, às Festas da Cidade, a 22 de junho, com um concerto no Jardim da Estrela, pelas 19.30h. Segue-se a Rota dos Coretos e concertos nas freguesias ainda antes do final do mês de junho.

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress