FILARMÓNICA DO CRATO – ABRIL/19 COM MUITA ATIVIDADE

O mês de abril de 2019, mês da Páscoa, foi muito movimentado para a Filarmónica do Crato, o que não espanta ninguém.

No dia 14 abrilhantou com muita qualidade mais uma excelente procissão do Sr. dos Passos, no Crato. Os motetos (cânticos em latim) continuam a ser um momento de rara beleza e história.

No dia 14 abrilhantou com muita qualidade mais uma excelente procissão do Sr. dos Passos, no Crato. Os motetos (cânticos em latim) continuam a ser um momento de rara beleza e história.

No dia 16, um grupo de dez executantes participou num workshop da FIJUNA no CAE de Portalegre organizado pela Federação de Bandas. O transporte foi oferecido pelo município.

No dia 18 participou na procissão do Sr da Cana Verde, que este ano terá tido menor adesão, provavelmente devido à dificuldade com que o país de debateu com falta de combustíveis para os automóveis.

No dia 19, sexta-feira santa, participou com enorme simbolismo na procissão do Sr Morto, muito concorrida, apesar da chuva que ainda caiu com alguma persistência entre o meio e o final da mesma. Já tivemos maiores participações, ainda assim, compareceram cerca de 40 músicos, a qualidade foi a de sempre.

Entretanto, à meia-noite, iniciaram as Festividades em Honra de S. Gregório, recuperadas em 1978, e desde aí a favor da Filarmónica do Crato. Um relevantíssimo grupo de jovens cratenses provou mais uma vez que sempre que pega nesta festa, a qualidade é garantida. Já a tinham engrandecido em 2016. Os seus nomes são: Ana Matos, João Vaillant (grande cozinheiro), Ana Almeida, João Amaral, Sofia Saramago, José Quina, Maria Silva, André Chambel, Rita Cruz, João Curinha, Ana Matias, Ricardo Rodrigues, Ângela Silva, David Fernandes, Telma Raposo, Célio Batista, Carla Matias, Tomás Quina, Joana Curinha, Bernardo Batista, Beatriz Curinha, André Vieira, Maria João Matos, Saulo Pinto, Rita Guerra, David Subtil, Lúcia Maia e André Neves.

No dia 20, à tarde, a Filarmónica acompanhou a a Comissão no peditório da colcha. Infelizmente, os músicos não eram muitos…a verdade é que tanto faz ser de manhã como de tarde, já se vem repetindo desde há vários anos, o que demonstra que o modelo necessita ser alterado. Ainda nessa tarde, pelas 16h30, verificou-se um espetáculo infantil protagonizado pelo escritor Carlos Canhoto, que encantou com as suas histórias e fantoches. Houve insufláveis, pipocas e algodão doce! O baile dessa noite foi um dos momentos altos das festas, com casa cheia e muita animação.

No domingo, o torneio de sueca animou a tarde e uma excelente noite de fados, com fadistas da terra, deixou água na boca e ainda podia ter durado mais um pouco. A sala esteve repleta com mutas refeições a serem servidas. Refira-se que o serviço de bar e as respetivas comidas, foi dos melhores de sempre. Excelente qualidade e organização a desta coesa Comissão.

Segunda-feira, último dia destas grandiosas festas, e o dia do padroeiro S. Gregório, pelo almoço, a casa voltou a encher com a tradicional favada e feijoada comunitária, oferta da organização (União de Freguesias deu todos os ingredientes para as ricas favas e feijoada confecionada pelo incontornável Paulo Santos, ou melhor, Caracol) cumpriu-se a procissão com alterações bem aceites. A mesma foi à tarde e acabou por se fazer pelas artérias da vila mais próximas da Igreja Matriz e a missa voltou a ter acompanhamento por parte da Banda. Seguiu-se o habitual concerto, um pouco mais tarde mas em horário muito aceitável, com casa cheia, e muita qualidade. Houve discursos por parte do Presidente da Filarmónica e agradecimentos da Comissão de Festas, em especial à autora do novo pendão de S. Gregório, Fátima Homem, a quem a Banda também muito agradece. Realizou-se o sorteio dos prémios rifados e os números premiados foram os seguintes: 185, 302, 749 e 867. Os prémios foram um cordeiro, um leitão, um galo e um pato, tendo sido oferecidos por Laurinda Batista, António Santos, José Carlos Batista e António Dias, respetivamente. Perto do final do concerto, a Comissão conseguiu terminar em beleza com a entrega do pendão para 2020 à jovem executante da Banda, Bárbara Nascimento, secundada por Ana Matias, que se manteve na comissão e irá contar, certamente, com o apoio de muitos outros amigos. E viva as gerações “rascas” do Crato. Bem-hajam, o futuro está bem entregue! A Filarmónica do Crato agradece ao município e à União de Freguesias, na pessoa dos seus presidentes, e a todos os patrocinadores, aos que ofereceram os prémios para sortear, aos fadistas e a quem se dirigiu à sua sede nos dias dos festejos para participar, apoiando dessa forma a Filarmónica a angariar um enorme “balão de oxigénio”, que sem o já citado esforço e união da Comissão de Festas, não seria possível. Uma palavra também para uma importante oferta pecuniária do senhor David J. Viggers e um muito obrigado ao Monsenhor Paulo Dias.

Para finalizar, deixamos umas palavras dos festeiros – “A Comissão de Festas de São Gregório 2019, é um grupo de festeiros e de jovens amigos que tem um orgulho imenso no Crato e que procura participar ativamente em todos os eventos da terra. Com empenho e dedicação, tudo fizemos para que os festejos de São Gregório 2019, à semelhança do ano 2016, fossem um sucesso. 
Apesar do nosso empenho e dedicação para que tudo corresse pelo melhor, tal não seria possível sem o apoio financeiro e logístico prestado pela Câmara Municipal do Crato e da União das Freguesias de Crato e Mártires, Flor da Rosa e Vale do Peso e dos patrocinadores referidos no cartaz das Festas de São Gregório de 2019, que estiveram envolvidos nesta ação solidária em prol da Filarmónica do Crato.

Gostaríamos ainda de informar que o apuramento financeiro final deste evento é o seguinte:

Receita:10.471.68€; Despesa:5.828.70€; Lucro a favor da Filarmónica do Crato: 4.642.98€.

Aguardamos a comunicação à população pela Banda Filarmónica do Crato sobre um possível destino do lucro das Festas de São Gregório 2019.

Aproveitamos também para agradecer aos elementos da Filarmónica do Crato que estiveram presentes durante os últimos dias, e incentivar e estimular, para o futuro, a presença de todos os elementos da mesma durante as variadas atividades que decorrem na sequência do aclamado evento.

A Comissão de Festas de São Gregório 2019 sai de coração cheio deste evento e deixa o seu apoio, suporte e boa energia para a próxima Comissão de Festas de São Gregório em 2020!BEM HAJA a todos!!!”

Pela parte da Filarmónica do Crato, tanto quanto se sabe, a excelente verba angariada nestes festejos irá ser empregue na melhoria das condições do edifício sede, particularmente, nas caixilharias das portas e janelas substituindo as de origem (em madeira), com 30 anos, por outras mais modernas e cómodas. Lembramos que o edifício é uma das melhores salas de espetáculo do nosso concelho e muito requisitada pelo município e associações e que está ao serviço de todos. Se vier a sobrar algum dinheiro, há dois ou três novos instrumentos em carteira, como seja um vibrafone, um prato chinês, um flautim e um soprano.

A atividade de abril terminou no dia 25 com as comemorações dos 45 anos da revolução e com a Filarmónica do Crato a abrilhantar o hastear da bandeira em Crato, Monte da Pedra e Gáfete seguindo-se uma valorosa participação na procissão em honra de S. Marcos, em Gáfete, ainda pela manhã, fintando e desafiando a chuva, e num pequeno concerto e procissão, à tarde, na capela de S. Marcos, nas imediações de Gáfete, local onde também se encontrava há 45 anos, numa quinta-feira, ainda não feriado, a abrilhantar esta mesma romaria.

PRÓXIMOS EVENTOS:

– 1 DE MAIO/19 – Convívio entre músicos, familiares e sócios;

– 4 DE MAIO – Encontro de bandas em Erada (Covilhã);

– 12 DE MAIO – Participação em Workshop da FINA em Gavião;

– 19 DE MAIO – Festa de Nª Srª dos Mártires;

– 25 DE MAIO – Encontro de Bandas em Crato com concertos no Jardim da Moagem com presença das bandas de Covilhã e Sarilhos Grandes;

– 8 DE JUNHO – Encontro de Bandas Martinho Dimas em Sousel, com Bandas de Sousel, Alegrete, Nisa e Crato;

– 20 DE JUNHO – CORPO DE DEUS – Procissão em Crato

– 22 DE JUNHO – Concerto nas Festas da Cidade de Lisboa em local a designar;

– 6 DE JULHO – Festival de Bandas do Alto Alentejo “António Maria Charrinho” em Nisa.

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress